Escolha seu idioma

hj
  Home
jhj
  História da RecifEscola
hj
  Estatuto
hj
  Contabilidade
jhj
  Foto da Semana
jhj
..Projeto Itapissumahj
  Portal de Fotos
hj
  Associe-se
jhj
  Comunicação e   Relatóriosjhj
  Convites e Atasjhj
  Contato
jhj

Bem Vindo ao Site RecifEscola

RecifEscola


Existe uma associação, segundo a legislação suíça, com o nome RecifEscola.
O objetivo é a realização de projetos escolares no Nordeste brasileiro. A associação tem em torno de 150 membros e financia este trabalho através de doações, contribuições de membros e apoio de padrinhos. Todos os participantes na Suíça trabalham sem remuneração e, desse modo, cada franco pago vai para o caixa da associação brasileira sem descontos.
A RE foi fundada em 1997 e realizou como primeira meta a construção de uma escola em Igarassu (próximo a Recife). Aqui, ao longo de dez anos, mais de 6.000 alunos receberam aulas. Eles puderam usufruir de inúmeras ofertas adicionais, as quais as escolas públicas não (podem) oferecem (oferecer), como por exemplo, biblioteca, sala de informática, excursões de professoras, cerâmica, curso de fotografia, aula de dança, etc.
Na cidade vizinha de Itapissuma, a RE desenvolveu a ideia de um centro comunitário, que coopera de maneira muito próxima com os favelados da vizinhança, em primeiro lugar com as mães que moram ali.
São oferecidas aulas complementares às crianças, em turno inverso ao da escola pública, para tirá-las das ruas. Diariamente, 150 jovens da nossa redondeza recebem uma refeição quente no nosso local. Há cursos de costura para as mães, nas hortas-modelo tanto crianças quanto adultos aprendem a plantar e a colher. A eletrônica moderna introduz as crianças no mundo da internet e há equipamentos disponíveis para brincar. Também temos um consultório odontológico moderno à disposição.
Uma entrega semanal gratuita de leite, um bazar, onde as famílias podem adquirir roupas e equipamentos domésticos usados pelo equivalente a 50 centavos de franco cada, bem como o “sopão”, onde nas sextas à tarde é entregue um sacolão de alimentos para o final de semana, completam a proposta.
Um grêmio de seis pessoas da favela reúne-se regularmente conosco, da equipe RecifEscola, para discutir as necessidades dos nossos vizinhos carentes.


Recife, 23 de agosto de 2014. Pablo Stahli (presidente da RecifEscola)


Brasil: Banco Itaú , Ag. 2191 (op. 013) , Poup. 49846-4, CNPJ 03.795.413/0001-06
Suíça: Raiffeisenbank IBAN CH97 8130 1000 0048 0595 7 / PC 34 – 386129-0


Para tornar-se um associado entre no nosso site www.recifescola.com.br, preenche a página respectiva, por favor, e manda de volta para gente. Obrigado.

 

Nos anos oitenta Pablo Stahli adquiriu diversos terrenos em Itapissuma.
Após algumas reflexões e depois de constatar que uma favela se formara diretamente ao lado dos terrenos, ele decidiu construir ali uma escola, em cooperação com as autoridades locais.

As negociações com o prefeito de Itapissuma daquela época, contudo, fracassaram (principalmente, porque o político não conseguia acreditar que alguém quisesse realizar um projeto como esse sem interesses financeiros ou obscuros), mas a ideia prevaleceu, até porque a associação RecifEscola havia sido fundada em Zurique já em 1997 e dispunha de fundos modestos, com algum capital inicial oriundo da Suíça.RE estabeleceu contato com o prefeito do município vizinho Igarassu e, em pouco tempo, foi firmado um contrato pelo prazo de dez anos, que definia, em princípio, que a administração pública deveria prestar o serviço correspondente a cada franco suíço recebido da associação na Suíça (disponibilizar material de construção, recursos humanos, professores etc.).

A parceria com o prefeito Yves Ribeiro provou-se excelente e a experiência bem sucedida.
No decorrer da década, sob o comando do diretor da RE, Odilon de Albuquerque Mello, mais de 6.000 jovens gozaram de uma escola primária de nível bastante superior ao padrão brasileiro, com muitas ofertas de cursos paralelos, como fotografia, cerâmica, capoeira e aulas de dança. Em 2010, após a prescrição do prazo de dez anos, a escola "Albin Stahli" tornou-se propriedade do município de Igarassu. A escola manteve o bom funcionamento, mesmo sem o suporte da RE.

O sucesso encorajou-nos a retomar a ideia antiga de Itapissuma, porque o município contava então com novo prefeito. Este prefeito, Clovis Cavalcante, entusiasmou-se com o projeto e assinou um contrato praticamente idêntico àquele de Igarassu. Iniciaram-se os trabalhos de construção. Tudo decorreu como planejado, embora mais lento do que o previsto.

Entretanto, Clovis Cavalcante não foi reeleito e seu sucessor, Cal Volía, prometeu respeitar e cumprir o contrato na íntegra, mas suas palavras não passaram de falácia. Adaptamos o projeto. A ideia simples de uma escola foi ampliada. A instituição "Mathilde Stahli" tornou-se um centro comunitário, que oferece ao povo da favela vizinha melhores condições de vida. Foram integrados um consultório odontológico (com infra-estrutura disponibilizada pela RE e dentistas disponibilizados pelo município), um posto de atendimento médico (instalado também pelo município), vacinação gratuita, distribuição gratuita de leite e alimentos, jardinagem, cursos de artesanato, creches gratuitas, salas de informáticas etc. (instalados pela RE).

Atualmente, a Escola Mathilde Stahli ministra aulas cinco dias por semana, no âmbito do programa estatal  "Mais  Educação". 150 crianças gozam da oferta.
Em virtude de sua infra-estrutura, RE teria condições de cuidar diariamente de mais 100 crianças, oferecendo-lhes, bem como às suas famílias, os serviços mencionados.
O desenvolvimento do projeto RE pode ser consultado na página web www.recifescola.com.br a qualquer tempo. Lá se encontram estatísticas atuais, relatórios, protocolos, fotografias, formulários de inscrição etc.

A diretoria da RecifEscola agradece seu apoio a este projeto social.

 



Número de visitas: 378  


Todos os direitos reservados a RecifEscola.
Desenvolvido pela HC Comunicação