Escolha seu idioma

hj
  Home
jhj
  História da RecifEscola
hj
  Estatuto
hj
  Contabilidade
jhj
  Foto da Semana
jhj
..Projeto Itapissumahj
  Portal de Fotos
hj
  Associe-se
jhj
  Comunicação e   Relatóriosjhj
  Convites e Atasjhj
  Contato
jhj

 

 

 

Bem Vindo ao Site RecifEscola

.>>CARTA DE NATAL<<


____________________________________

Equipe de dentistas de Hamburgo, Alemanha, relatório março de 2017.

Prezadas senhoras e senhores.

Caras amigas e amigos.

No período entre 13 de fevereiro até 03 de março de 2017 recebemos visita de Hamburgo. Polichronis Zolakidis, Frank Päschel e Harald Wilhelm prestaram atendimento odontológico para crianças e adultos neste período, como voluntários no nosso consultório odontológico na Escola Mathilde em Itapissuma.
Polis elaborou um relatório sobre este período, que poderá ser lido na íntegra na nossa página na internet (www.recifescola.com.br).

Aqui algumas partes do relatório:

… assim, pudemos tratar 50 alunos, isto é, em uma sessão recuperamos todos seus dentes cariados e em seguida foi realizada uma limpeza dentária em cada um.
O recorde foi: nove dentes em uma sessão!
Pacientes com dores atendemos nos intervalos...
O trabalho no consultório totalmente climatizado foi uma dádiva para nós. Sem ar condicionado, o calor certamente teria nos causado grande estafa.
Naturalmente também refletimos sobre o que poderia ser melhorado no consultório, caso os meios financeiros permitissem.

  1. Um novo equipamento de aspiração (o existente é muito fraco).
  2. Um aparelho de ultrassom portátil para a remoção de tártaro.
  3. Dois conjuntos de fórceps para dentes de leite.
  4. Dois sugadores cirúrgicos metálicos com abertura pequena.
  5. Seria excelente se o diretor adquirisse algum conhecimento na área da saúde, para passar noções de prevenção e higiene às crianças. Depois, cada criança deveria receber uma escova e pasta dental.

De grande utilidade do ponto de vista da profilaxia dentária seria se tanto Júnior quanto também Valterlim, mas também uma das alunas mais velhas (por exemplo, Marícia), se qualificassem na questão da profilaxia, para então ter autonomia para realizar a mesma e passá-la adiante.
Assim a RE teria a grande oportunidade de formar jovens com dentes sadios e uma boa formação escolar. Uma grande meta, pela qual vale a pena lutar!

Caso você, caro Pablo, deseje nos ver mais uma vez no local, certamente nós voltaríamos de novo.
Agradecemos por todas essas belas experiências, para nós foi uma grande campanha.

Tudo de bom.
Harald, Frank e Polis.

Atenciosamente,
Pablo Stähli (Pres. RE BR)

Diretrizes para os projetos escolares de RecifEscola (2010)

1) RecifEscola promove projetos escolares no Nordeste do Brasil contribuindo assim ao desenvolvimento desta região e da sua população.

2)  Esta contribuição se concretiza primordialmente através da construção e estruturação de escolas e da oferta de um ensino de qualidade para alunos, pais e comunidades vizinhas em regiões desfavorecidas e carentes de um melhor sistema escolar e social. Ela atua em primeira linha com escolas públicas, entregando-as assim que possível à responsabilidade do sistema administrativo público brasileiro.

3)  Ela busca analisar e respeitar as diretrizes nacionais e estaduais, porém desenvolve paralelamente seus próprios padrões pedagógicos, colocando-os em pauta no diálogo entre os responsáveis locais do projeto (administradores, pais, etc.). Visa-se desse modo iniciar também a união entre a realidade local e as diretrizes da RecifEscola viabilizando novos processos de desenvolvimento no âmbito da escola, da família e da profissão.

4)  RecifEscola desenvolve um relacionamento de confiança com a administração municipal, as secretarias de educação, a diretoria da escola, os professores e os pais de alunos e investe na participação ativa de todos os segmentos para um frutífero diálogo, que pode (e deve sempre quando necessário) ser formalizado por convênios, concretizando os direitos e deveres dos parceiros locais.

5) O RecifEscola visa possibilitar aos alunos integrantes do projeto uma formação que busque um maior desenvolvimento da personalidade individual de cada, assim como uma melhor perspectiva profissional dentro da comunidade. O RecifEscola elabora critérios para medir os resultados dos seus projetos e se empenha a documentá-los.

6) O RecifEscola busca sempre para seu trabalho prático uma forte e presente fundamentação pedagógica, inclusive considerando as mais recentes/modernas pesquisas neste campo. Ela instala para tal fim um Conselho para orientá-la na elaboração de projetos e sua implementação.

7) Os objetivos gerais mencionados acima deverão ser atingidos através de várias metas e medidas específicas, a saber:
a )   Respeitar sempre as diretrizes pedagógicas fixadas pelo Estado brasileiro (LDB, Legislação estadual etc.) enriquecendo-as pelas concepções complementares estabelecidas pela RecifEscola;
b )  Criar um ambiente adequado e favorável à aprendizagem, especialmente espaços e equipamentos apropriados para aprendizagem não somente dentro da escola como também ao seu redor;
c) Implementar de modo criativo e atual os currículos e o material de ensino, com atenção especial para os temas relevantes no contexto social local: criatividade, conhecimento da própria pessoa e do próprio corpo, nutrição e educação física, além de competências de mídia, orientação profissional, responsabilidade social e competências culturais e artísticas. Estes temas devem ser tratados no âmbito do currículo escolar sempre que possível e caso não seja viável, deverão ser tratados e oferecidos em forma de cursos extracurriculares;
d) Otimizar a organização escolar com as seguintes iniciativas: escolha e gerenciamento de um professorado adequado, restrito número de alunos por turma, equilíbrio entre tempos e intervalos de aprendizado, aumento da carga horária anual, propostas de tempo integral;
e )  Integrar os pais de forma ativa e consciente nos projetos pedagógicos;
f) Analisar e integrar as iniciativas sociais e pedagógicas já existentes na comunidade (esportes, saúde, atividades culturais, projetos das igrejas, campanhas antidrogas, prevenção contra violência);
g) Promover um estilo de ensino mais democrático e personalizado, que desenvolva a concentração e personalidade do aluno;
h )     Desenvolver ou ajudar a desenvolver perspectivas profissionais para alunos e suas famílias. Com esse intuito a RecifEscola promove contatos com entidades de formação e de profissionalização, com empresas e associações de empresas, assim como organizações não-governamentais (ONGs).

8) Cada escola deve com o tempo ter um caráter auto-sustentável. É fundamental para o sucesso do projeto a participação das autoridades públicas brasileiras (ou em parceria com instituições privadas no Brasil) promovendo acordos e convénios para
dividir custos de manutenção, ou seja, que os parceiros regionais assumam as responsabilidades administrativas, possibilitando que os recursos provenientes da Suíça possam ser investir em novos projetos. A captação de recurso financeiros no Brasil deve ser uma tarefa a ser assumida pela associação RecifEscola brasileira (sediada em Recife).

9) Estes diretrizes deverão ser apresentadas, discutidas e aprovadas pela Assembleia Geral da RecifEscola a cada dois anos.

Aprovado pela Diretoría em 3/2/2010


Esta tradução não tem caráter oficial definitivo, e sim caráter puramente informativo e
provisório. (Günter Kipfmüller)

 

 




Todos os direitos reservados a RecifEscola.
Desenvolvido pela HC Comunicação